logolaranja.png
..::data e hora::.. 00:00:00

Eleições de 2020!
Uma vitória com “V” maiúsculo para Alegrete!!!

     Ao longo dos anos somos obrigado aprender a conhecer onde morramos, temos nossas ações e trabalhamos. E, fazer política por ideário, acreditar em propostas e projetos daquilo que sonhamos e acreditamos é fundamental na hora de decidir quem são as pessoas capazes para nos representar nestas concepções. Afinal, fazer política partidária é a “arte de engolir sapo, até barbudo” – referiu-se o caudilho Leonel Brizola em certa ocasião quando disputava pleito presidencial.
      Tem pessoas que dependem de política para fazer dela “um meio de trabalho e sobrevivência”. Mas, neste caso, para mim é diferente. Fazer política é o ato e oportunidade de transformação, de mudanças e de justiça social onde as pessoas, buscam escalar cargos e postos de processos por meio seletivo e democrático que, é a soberania livre das pessoas através do voto.
      Faço estas considerações para justificar minha efetiva participação como cidadão e profissional que sou. Atuando há mais de 35 anos na atividade de fazer comunicação, jornalismo sempre buscando pautar e primar pela verdade dos fatos e acontecimentos, jamais deixo- me apaixonar de forma “cega ou eivada de maledicência para promover-me”.
      Mas, quero relatar alguns fatos importantes depois de passado o processo eleitoral que, encerrou dia 15 de novembro de 2020, com as eleições municipais, o qual a vontade soberana dos alegretenses, escolheram um projeto de Governo que, já vinha sendo executado com seriedade, sapiência e muita honradez de parte de seu condutor mor que Márcio Fonseca do Amaral. Um homem com talento, sensibilidade e que jamais perdeu sua essência ou deslumbrou-se com o “poder” por ser Ele o regente da orquestra. Homem de grande predicados como amigo, cidadão, profissional e político. Sério, responsável e honrado.
      Um ser humano que sempre buscou valorizar as pessoas, nunca perdeu seu estilo de vestir botas, bombachas e boina e seu lenço no pescoço – que anda rápido porque tem pressa na busca de muitas soluções que estão sobre seus ombros e sempre visando tomar “as melhores decisões” – embora as vezes ter que, revisar outras.
       Mas, a tudo isso, é pra justificar que, desde 1979- eu como simples cidadão, de origem muito humilde do interior, busquei caminhar na busca e conquista de meus sonhos. Foi neste ano quando em grandes andanças pelo Brasil, através do Movimento Estudantil, conheci figuras admiráveis e amadas deste país. Em um Congresso Estudantil em Uberaba- MG, conheci o deputado federal Ulysses Guimarães, um homem que, percorria o país na busca da redemocratização – processo que, logo se concretizou com caminhada pelas “Diretas Já”, lembram?
       Claro que os mais jovens não!!! Porém, minha caminhada nasceu nestes idos, e sempre estive ao lado da democracia, dos valores éticos e na luta da justiça social.
       Porém, foi somente em 2017 – em Alegrete, recebi o honroso convite do histórico homem de partido e líder Airton Pacheco do Amaral – para com Ele, passar integrar o Diretório Municipal do PMDB, hoje, MDB. Como jamais recursei desafios porque a vida me ensinou e continuará me ensinando. Ele apenas me confidenciou que, precisava de alguém compromissado com um projeto politico com lealdade, participativo e de valorização dos interesses maiores da Cidade. Depois de “boa conversa” – disse a Ele que, pela vez primeira depois de tantos anos, alguém entendia que, eu poderia ajudar numa reconstrução partidária depois de amargas derrotas e erros políticos do partido. Desde esta data, sempre busquei e com certeza continuarei com os mesmos princípios e valores ali discutidos e firmados. Sempre respeitei e respeitarei as opiniões contrárias as minhas, mas, dobrarei - me a decisão da maioria.
      Veio o processo eleitoral interno partidário e sua liderança foi avassalada com mais de 62% dos votos dos MDBistas filiados. E, sempre o diálogo e encontros continuaram rotineiros... E, logo veio momento de decidir quem representaria o Projeto de Governo do MDB, alicerçado em princípios, ética e responsabilidade. E, por coincidência ou não, o nome de Márcio Fonseca do Amaral – embora filho de Airton e de Vera, era preciso ter apoio e destacado como um novo condutor e líder das decisões em todas as instâncias partidárias.
E, logo, teve aprovação da maioria absoluta dos convencionais à quem cabe decidir.
      Cientes de que, aconteceriam “chovas e trovoadas” pelos opositores menos avisados, e muito em especial, pelos integrantes do “fogo amigo” – que se locupletavam das benécias de uma “aliança firmada e assinada em 2016”. E, os verdadeiros escudeiros de Márcio Amaral, já preparados para o enfrentamento... E, a luta continua – como diz um dos slogan do “velho MDB de guerra”. Como condutor do processo e com todos seus predicados e conhecimentos políticos de quem teve que enfrentar “baionetas em plena recessão de 64” – buscava sempre diálogo e paciência dos mais “afoitos”. Cuidadoso e meticuloso, muitas reuniões de grande duração, eram efetivadas.
      Após decisão dos integrantes da “aliança” - Cleni e Márcio Amaral, depois de 3 anos e meio no Governo, coube ao “núcleo duro” a decisão de buscar compor quem seria o candidato a Vice-Prefeito em uma “chapa pura”. Mais, outra “pedreira” a ser vencida, e Airton Amaral sempre conduzindo de forma clara, objetiva e cristalina o processo. E, como o MDB, deixaria de ser MDB, se houvesse unanimidade, resolveu realizar processo interno dentre os convencionais para apontar qual dos dois companheiros que, se dispuseram disputar a indicação. E, mais uma vez dois blocos foram formados cada um defendendo visões diferente. A peleia foi uma demonstração de forças interna, porém, de fidelidade, princípios e ética do que fora proposto. Veio a vitória de Jesse Trindade dos Santos que, buscou conquistar a simpatia, o apoio e as considerações da maioria dos convencionais.
     E, com certeza nestes processos sempre fica algumas “mágoas” – porém, quando se integra uma agremiação ou entidade é fundamental acatar as deliberações e decisão da maioria de seus pares. E, isso foi acatado. Claro que, sempre existem as deserções, afinal, temos sentimentos e somos humanos.
       Começa o processo efetivo das Eleições. E, sabedores que muitas seriam as dificuldades, porém, a “união faz a força” e a “garra e a raça” fazem a diferença de uma militância partidária, onde sem dinheiro, em um processo desigual e numa pandemia que, a todos atingia, portanto, mudanças nunca vistas, onde as visitas e andanças eram praticamente impedidas, os comícios e aglomerações impossíveis, teve que ser superado em cada momento por toda a militância.
      E, a tudo isso veio a vitória do “tostão contra o milhão” – daqueles seguimentos que se alvorarão serem únicos capazes de governar Alegrete com altivez e capacidade. E, não foram poucas as caravanas de Senador, Deputados Federais e Estaduais que, desembarcaram aqui em apoio ao “Projeto deles”, sem falar no “fogo amigo” disparados através de “figurinhas” que antes preferiam se fotografarem, fazer lives, destacar valores do prefeito Márcio, e ocupavam CCs no Governo. Também, aqueles patrocinados em redes sociais para agredir, difamar com tantas inverdades e de forma covarde, ocupavam seu tempo com denuncismos “macabros”, além de outros segmentos de comunicação que, adoram “recursos públicos”.
      Márcio Fonseca do Amaral e Jesse Trindade, imbuídos de princípios, ética e de responsabilidade com os nossos conterrâneos buscavam conquistar a simpatia, o carinho, respeito e reconhecimento de todo um trabalho sério, honesto e de transparência dos últimos dois anos que passou conduzir o Governo Municipal desde (23/12/2018), considerando que, antes a condução era da então prefeita Cleni Paz da Silva.
E, nesta caminhada vitoriosa liderada pelo Prefeito Márcio Fonseca do Amaral – que passa ser o maior líder do MDB em Alegrete e na região, conquistado pelos seus méritos,trabalho e honradez, tendo ao seu lado o jovem e dinâmico Jesse Trindade dos Santos, com certeza será marcada por grandes desafios que se avizinham, porém, será de grandes conquistas e realizações conforme o Projeto aprovado pelos 16.038 votos , obtendo 43,22% dos votos válidos recebidos dos alegretenses. E, isso não é pouco. São 3. 623 de diferença de seu opositor representado pelo PP, PDT, PSDB, Republicanos e PTB.
     Agora, os grandes desafios com certeza será o Prefeito Márcio Amaral/ Jesse Trindade dos Santos, governar com um Legislativo integrado por doze opositores do Projeto de Governo, mas, com certeza caberá a sociedade, as entidades, organizações e representações estarem presente ao lado do Poder Executivo, onde possam lutarem para as grandes mudanças e ações que precisam serem executadas. A maior aliança agora, sem dúvida ser de ser feliz e executar os projetos que farão a diferença, sem temer de eventuais ataques ou manifestações que, ocorrem dentro de um processo livre e democrático.
     Quero encerrar esta “CRÔNICA DO COTIDIANO”, sem antes destacar algumas pessoas que nos orgulham muito de serem MDB, liderados pelo presidente Airton Amaral, Márcio Amaral – que são o vice-prefeito eleito, Jesse Trindade dos Santos que, honra seus compromissos de seu núcleo, Vanessa Martins Moraes da Silva, presidente da Juventude do MDB (representando toda Juventude), Iolanda Rodrigues da Cunha (Coordenadoria Regional do MDB), Gabriela Trindade Segabinazzi, Rui Alexandre de Medeiros, Daniel Gindri, Paulo Rodrigues de Freitas Faraco, Everton Vilaverde, Bruno Leonardi Leal ( que tornaram-se gigantes) a militância partidária, pessoas que, preferem não serem citadas, aos colaboradores anônimos, (empresários, médicos, advogados, profissionais liberais,... Alías uma legião de seguidores e apoiadores, muito em especial, duas das maiores e ilibadas lideranças de nossa comunidade, Maurício Goldemberg e Adão Dornelles Faraco.
      Jamais poderia de destacar aqui, os verdadeiros “esteios” desta vitória tão magnifica a família! A Daniela Segabinazzi (esposa de Márcio), e os filhos Matheus e Cássio Zorzo Amaral e a pequena gingante princesa amada da Maria Clara Segabinazzi do Amaral, valores maiores para o sucesso. E, a médica Lara Wagner e a pequena Helena Wagner dos Santos (esposa de Jesse) e o Felipe dos Santos que, juntos, presentes apoiando e dando força e energia. E, quero destacar muito em especial, a Dani (carinhosamente chamada pelos amigos e a família) que, muitas vezes, com a Maria Clara, tiveram que, ir até algumas famílias para “desatar nós”. E isso, não tem preço e muitomenos jamais poderá ser esquecidos em momento algum.
      Não poderia deixar de citar o nosso presidente Regional do MDB, Alceu Moreira que, em um esforço extraordinário aqui esteve para prestigiar o “nascimento” de novos lideres jovens que, o MDB do RS muito se orgulhará! 
        Tenho Dito!

 

Por Nilson Gomes, jornalista RP 10.530 MTb/RS, empresário.
15/11/2020

 

linha.png