logolaranja.png
..::data e hora::.. 00:00:00
Alegrete mais segura traz segurança as empresas e residências

   Desenvolvido e executado pala empresa alegretense DFENSUL Vídeo Monitoramento, numa iniciativa com Centro Empresarial de Alegrete e apoio Institucional da Prefeitura Municipal, ainda funcionando em processo de “Piloto”, tem assegurado maior segurança para as empresas que já adotaram o sistema de monitoramento. Segundo o empresário Deonir Martini, em recente acontecimento sua empresa Martini Papelaria e Martini Brinquedos, havia tentativa de asfalto seguida de arrombamento quando foi detectada pelas câmeras de vídeo monitoramento pelo Centro de Operações da Prefeitura vias às câmaras do Alegrete Mais Segura, fato este, imediatamente comunicada à Brigada Militar que, atendeu a ocorrência. Com a imediata ação de operacionalidade de atendimento da  Brigada Militar até a empresa, impediu consumação do fato, sendo os  elementos suspeitos presos e encaminhados a Polícia Civil para registros do Boletim de Ocorrência –B.O. 
   Segundo o diretor da Dfensul, Adão Arialdo Junior - o Projeto Alegrete Mais Segura - traz muito benefícios e evita fatos como este, além de dar maior segurança com eficiência e agilidade nas operações à todas as empresas, residências e núcleos habitacionais  que, passaram contar  com estes serviços. Temos experiências bem sucedidas em São Gabriel com mais de 300 Câmeras instaladas, em Rosário do Sul com mais 42 equipamentos, mas, em Alegrete ainda os números são menores. Aqui com Vigilância Colaborativa no Balneário Caverá as situações de furtos, arrombamentos e outros fatos foram reduzidos a quase zero diante   da eficiência do trabalho de  vigilância monitorizada executada pela Dfensul. Com as instalações destas câmeras todos estarão seguros 24 horas, através do monitoramento compartilhado com acesso direto ao Centro de Operações de Monitoramento da Prefeitura (sem ônus aos contribuintes), na Brigada Militar e, em breve na Polícia Civil.
   Questionado sobre valores para instalação, manutenção e operacionalidade de parte da empresa DFENSUL, Adão Arialdo Junior, destaca que o investimento hoje é de R$ 59,90 por câmera instalada no local/prédio.
A diretoria da GASEP – Grupo da Segurança Pública de Alegrete ao conhecer Projeto assegurou uma maior divulgação e valorização deste trabalho visando a redução de fatos de segurança, vandalismo ao patrimônio público e da comunidade que, quer e precisa maior segurança em seus condomínios, prédios e residências. Este projeto vem ao encontro de maior segurança e apoio efetivo aos nossos órgãos de Segurança Pública que, tanto carecem de investimentos e melhorias estruturais, disse o diretor Executivo  do GASEP-, Nilson Gomes.

Conheça o Projeto Alegrete Mais Segura

   O projeto Alegrete Mais Segura tem como principal objetivo espalhar o máximo de números de câmeras instaladas pelo município de Alegrete, visando auxiliar na investigação de crimes e delitos, além de inibir a violência e deixar a cidade ainda mais segura.
O projeto não possui vínculo com o gasto público, ou seja, é mantido totalmente pela participação consciente da comunidade através das câmeras instaladas em suas residências e estabelecimentos comerciais.

Modelo Operacional 

   Através da integração das imagens das câmeras externas de empresas e residências que aderiram voluntariamente ao projeto, essas imagens serão transmitidas em tempo real para os órgãos de Segurança Pública através da plataforma Alegrete Mais Segura via web, pela internet.
   As empresas e residências que aderirem ao projeto irão receber um login e senha onde poderão acompanhar ao vivo todas as suas câmeras que foram compartilhadas no projeto. Esse acompanhamento poderá ser feito através de um computador ou aplicativo de celular. Além de poder acompanhar as câmeras, essas pessoas e empresas que aderirem também poderão enviar alerta de atenção a qualquer local coberto por uma câmera do Monitoramento Colaborativo.

Inovação

   Para poder formar essa ampla rede de monitoramento de imagens, serão utilizadas câmeras de órgãos públicos e de pontos comerciais e residenciais. Isso fará com que os órgãos públicos de segurança tenham um maior controle sobre o que está acontecendo na cidade, além de contribuir para a segurança do cidadão e na investigação de crimes.

Como Participar 

   Para participar basta apenas possuir uma câmera externa instalada na fachada de sua loja ou residência no qual capte bem a imagem da rua e da calçada. Além disso, também é preciso ter internet no local. Se você quer participar, basta preencher o formulário abaixo ou entrar em contato com a equipe Alegrete Mais Segura. Mas atenção, é necessário que a câmera precise ter requisitos mínimos para poder participar do projeto.

Configuração recomendada

   Câmera IP - Resolução mínima de 720p- 1 Megapixel- 12 fps.
Maiores informações para  conhecer o referido projeto poderão marcar hora junto a empresa DFENSUL, rua José Bonifácio, 182 – ou pelo  fone: (55) 3422 09 09  em Alegrete/ Rosário do Sul.

linha.png